Matriz de Priorização no GLPI

Como vão leitores??

Peço milhões de desculpas pela demora em um novo post. O que aconteceu é que na fase final do meu trabalho de conclusão para a faculdade acabei ficando meio enrolado com todas as atividades. Agora está quase no fim. Graças a Deus!!

Mas vamos ao que interessa. Hoje vou falar sobre a matriz de priorização e como ela é tratada no GLPI.

A matriz de priorização em governança de TI é tratada de uma forma bastante especial pois é ela quem dita quais as prioridades a serem seguidas em casos de incidentes e requisições. Através dessa matriz é que os técnicos e equipe de suporte técnico planejarão, de certa forma, o modo como tratarão as tarefas a serem executadas no dia-dia do setor de suporte técnico.

O GLPI possui uma equação que calcula qual a prioridade de atendimento de um chamado baseando-se na Urgência x Impacto que o mesmo traz para a corporação.

Impacto: É a medida de criticidade que aquele incidente ou requisição traz a corporação

Análise de
 Impacto

1

Muito Alto

Extremamente Grave

2

Alto

Muito Grave

3

Médio

Grave

4

Baixo

Pouco Grave

5

Muito Baixo

Sem Gravidade

Urgência: Faz referência ao tempo necessário para que o incidente ou requisição seja resolvido.

Análise de
 Urgência

1

Muito Alta

Ação Imediata

2

Alta

Com alguma Urgência

3

Média

Assim que possível

4

Baixa

Pode esperar um pouco

5

Muito Baixa

Não tem pressa

Prioridade: A prioridade é gerada pela combinação do Impacto com a Urgência

Abaixo é possível visualizar como o GLPI trata a prioridade com base na Urgência e Impacto

Matriz de Priorização

Impacto

Muito Alto

4

3

2

1

1

Alto

4

3

2

2

1

Médio

4

4

3

3

2

Baixo

5

4

4

4

3

Muito Baixo

5

5

4

5

4

Muito baixo

Baixo

Médio

Alto

Muito Alto

Urgência

A partir dessa matriz de priorização os chamados são atribuídos a cada técnico com os prazos de solução.

Os prazos abaixo são apenas ilustrativos. Cada empresa ou equipe de suporte pode utilizar os seus próprios prazos baseados nas suas necessidades ou períodos de trabalho.

Prioridade

Descrição

Prazo de Solução

1

Muito Alta

4 horas

2

Alta

1 dias

3

Média

3 dias

4

Baixa

1 semana

5

Muto Baixa

Sem data definida

Fonte: Daniel Alves