GLPI — Transferindo Usuários, Ativos e Chamados entre Entidades

No GLPI muitas pessoas acabam criando usuários em entidades erradas e por consequência os chamados, ativos e interações acabam indo para o lugar errado também.

 Quer aprender como corrigir isso depois de tudo isso já criado e vinculado?

6 pensou em “GLPI — Transferindo Usuários, Ativos e Chamados entre Entidades

  1. Eduardo Lucena

    Muito legal Arthur, eu consigo transferir um Ativo –> Computador para Ativo — > Telefones?
    O porque da pergunta, eu instalei o OCS em um smartphone para teste e foi adicionado ao Computador, queria que aparecesse em Telefones

    Responder
    1. Arthur Schaefer Autor do post

      Então. Se importou como Computador, não tem uma opção padrão para transferir para Telefone.
      Se houver peço desculpas por não saber dizer.

      Responder
  2. Marcos

    Arthur me da um help, eu tenho uma entidade principal, dentro da principal eu tenho uma chamada estoque, e outras setor a , setor b, setor c, eu gostaria de criar uma regra para quando qualquer uma das 3 entidades abrir uma OS na categoria solicitação, seja atribuído ao funcionário do estoque, mas quando eu vou criar a regra, o nome do técnico do estoque não aparece, lembrando que ele não tem permissão recursiva ele tem acesso somente na entidade estoque, existe alguma forma de fazer essa regras?
    O mesmo se for abrir um chamado do setor a, para técnico especifico do estoque, nome dele não aparece.

    Responder
  3. Madson Braz

    Bom dia Arthur,

    Estou usando a versão GLPI 9.5.5, fiz a alteração de entidade dos usuário, mas quando fui fazer a transferência dos chamados e computadores, a opção Adicionar a lista de transferência não está listada.
    Essa ação foi suprimida nessa versão ou preciso habilitar alguma configuração/permissão?

    Responder
    1. Arthur Schaefer Autor do post

      Bom dia!
      Você precisa liberar para este perfil a opção de Transferir em Administração > Perfis, aba Administração. Se não me engano só o Ler já é suficiente.

      Arthur Schaefer

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *