O que são produtos OEM e por que eles são mais baratos?

Se você já comprou peças de computadores e softwares, você provavelmente já topou com o acrônimo OEM nas descrições. Esta abreviação é para Original Equipment Manufacturer (Fabricante de Equipamento Original) e é, geralmente atribuído a peças ou softwares que são menos caros que os normais de varejo.

O que pode fazer você imaginar: “devo comprar um produto OEM, ou tem pegadinha que pode me gerar problemas?”. A verdade é que eles são, SIM, diferentes dos produtos de varejo e é importante conhecer as diferenças.

O que OEM significa?

OEM, como mencionado, é a abreviatura para Original Equipment Manufacturer. A descrição não define POR quem o produto deve ser vendido e sim PARA quem esse produto deve ser vendido.

Hardware e Software OEM são criados para distribuição para empresas que desenvolvem sistemas, como Dell e Apple, por exemplo. Estas empresas são as “Original Equipment Manufacturers”.

Por isso que produtos OEM são, geralmente, vendidos em caixas ou embrulhos genéricas, sem aquelas caixinhas bonitinhas. Eles não são desenvolvidos para ficarem em prateleiras de loja.

E eles, geralmente, não estão. A maioria dos varejos NUNCA vendem produtos OEM. Lojas virtuais não se importam com embalagens de varejo, portanto, ficam mais do que felizes em estocar estes produtos e vendê-los para consumidores.

É totalmente legal comprar produtos OEM. Todavia, há algumas estipulações ligadas a tais produtos que você aceita ao adquiri-los.

OEM para Hardware

As peças OEM e de varejo possuem exatamente as mesmas funcionalidades e performance. Discos Rígidos, Memórias RAM, Placas de Vídeo, por exemplo, são exemplos de peças oferecidas no modelo OEM. Outros produtos também são oferecidos neste modelo mas em quantidades limitadas.

Contudo, algumas peças são enviadas sem outros componentes que também são necessários para bom uso – mesmo aqueles que são críticos para a operação. Pegamos um processador, por exemplo. Você pode encontrar algumas unidades de processamento que não são enviadas com seus ventiladores de resfriamento (fans). Uma placa de vídeo ou um disco rígido podem ser encaminhados sem os cabos necessários para uso.

Algumas restrições nas garantias também podem ser aplicadas. Como tempo reduzido ou até inexistência de garantia por parte do fabricante. Isso, porque a garantia, muitas vezes, é oferecida pelo fabricante que adquiriria a peça para utilizar em seus produtos para o varejo.

Comprar uma peça OEM, faz com que, contratualmente, você seja tratado como um fabricante de soluções. Portanto o suporte direto com o fabricante da peça, certamente, será impossível.

OEM para Software

Softwares OEM são mais comuns de serem encontrados. Principalmente em produtos Microsoft como Windows e Office.

Ao comprar um software no modelo OEM, geralmente você recebe apenas um papel com um link para download e a chave de licença do software. Não espere qualquer documentação. Na verdade, a maioria dos softwares OEM vêm sem qualquer tipo de suporte técnico.

O software OEM é, normalmente, licenciado com base no hardware, o que significa que você NÃO PODE instalar o mesmo em outro computador. Em teoria, significa, por exemplo, que versões OEM do Windows são amarradas ao computador em que o software veio instalado.

Para reativar este tipo de software é só necessário contatar o serviço ao consumidor do fabricante. Mas vale lembrar que eles não são obrigados a realizar tal procedimento. E alguns fabricantes não permitem realizar tais procedimentos. É um risco que se corre com software OEM. Custa menos, mas pode ser necessário recomprar se você substituir seu computador ou realizar upgrade da placa mãe.

Afinal, vale a pena comprar produtos OEM?

Adquirir software OEM é totalmente seguro e legal, mas você precisa estar ciente dos riscos.

É possível que você poupe uma boa quantia de dinheiro com produtos desse tipo, mas se você passar por problemas é possível que você fique sem suporte algum. Isso pode ser indiferente se você possui alguns conhecimentos técnicos. Caso contrário, a versão de varejo pode ser uma melhor alternativas.

Os descontos podem variar. Podendo chegar a até 50% de diferença. Alguns produtos nem são oferecidos no formato OEM.

Comprar hardware OEM pode ser mais barato. Mas é possível que você acabe gastando mais do que no varejo após a compra de todas as peças extras para uso da OEM que você comprou. Esteja ciente disso e faça as contas antes.

Outra coisa que pode acontecer é você encontrar peças OEM mais caras do que de varejo. Isso costuma acontecer quando tais peças estão em vias de serem descontinuadas. As peças sobressalentes são colocadas à venda por valores mais altos que os de varejo.

Faça comparações de preço antes de fazer sua escolha. Saiba o que vem e o que não vem quando você comprar. E certifique-se que de que você poderá pedir suporte se necessário.

2 Comments
  1. Avatar
    • Avatar

Deixe uma resposta para Arthur Schaefer Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *