Arquivo da tag: Teclib

Migrando as tabelas de ID de chamados para Unsigned no GLPI – Behaviors

Uma ação em relação ao problema das IDs Integers do GLPI, que são chaves primárias e estrangeiras no banco de dados, foi tomada.

Após alguns debates por parte da equipe de desenvolvimento da Teclib’, foi definida uma alteração, que por ora, é opcional e não será executada automaticamente nem nas atualizações. Ou seja, é executada da mesma maneira que a migração do banco de dados para InnoDB: Através de um script na console do GLPI.

Devo alertar para 5 fatos importantes a serem considerados antes de executar qualquer comando que altere parâmetros dos bancos de dados:

  1. Sempre comece em uma base de homologação. Nunca em produção;
  2. Backup antes de tudo;
  3. Os plugins utilizados na sua base podem exigir execuções e correções manuais de alterações de IDs, updates em tabelas ou até recriação de constraints.
  4. Você tem acesso a todos os códigos e DEVE revisá-los para se certificar de que não impactarão negativamente no seu ambiente. Não terceirize suas decisões.
  5. Participe da discussão da solução lá no github caso o problema não seja resolvido na sua base.

O problema começou com 2022 pelo fato de um campo integer, utilizado nos IDs de chamados, aceitar caracteres limitados a 2.147.483.647, o que em Janeiro é facilmente ultrapassado por já iniciar em 202201010001 quando utilizado o formato ymd0001 do Behaviors.

Algumas correções de contorno foram sugeridas aqui, e a Teclib’ criou uma solução definitiva para que, quem quiser manter o formato de chamados, possa executar e continuar os IDs de chamados usando o padrão de protocolos com data na ID.

O script é executado da mesma maneira que o InnoDB – através da console do GLPI em pastadoglpi/bin usando o comando php console glpi:migration:unsigned_keys.

Dessa forma o script busca as tabelas que contêm chaves estrangeiras e primárias com formato integer e realiza a alteração para unsigned.

Na prática o script aumenta as possibilidades de IDs ao não mais reservar espaços de bits para números negativos que ocupam bits importantes no banco de dados.


Referência técnica:

Signed integers – YouTube
Unsigned integers – YouTube


Trouxe no vídeo uma maneira de aplicar o pull lá do github através do aplicativo ‘patch’ e como executar o comando de alteração, mais o update em uma das tabelas que traz um valor negativo e, por conta disso, o ‘script’ não consegue alterar o formato da tabela

Comandos utilizados no vídeo

apt-get install patch #instala o aplicativo patch
patch -p1 --dry-run < nomedopatch.patch #testa a integridade do patch 
patch -p1 < nomedopatch.patch #aplica o patch
php console glpi:migration:unsigned_keys #executa a migração das tabelas para unsigned
UPDATE glpi_events SET items_id = '0' WHERE items_id = '-1' AND type = 'system'; #atualiza os campos -1 na tabela glpi_events com tipo system para 0

Referências da solução proposta:

Add migration to use usigned int for primary/foreign keys; see #10262 by cedric-anne · Pull Request #10263 · glpi-project/glpi (github.com)

Você gostaria de ajudar o blog de alguma forma?

➤ Site: https://www.arthurschaefer.com.br
➤ Instagram: https://instagram.com/arthurrschaefer
➤ Facebook: https://facebook.com/arthurschaefercombr
➤ LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arthurramosschaefer
➤ Twitter: https://www.twitter.com/arthurrschaefer
➤ Inscreva-se no Canal: https://www.youtube.com/ArthurSchaefer
➤ Canal no Telegram: https://t.me/arthurschaefer
➤ Baviera TI: https://www.bavierati.com.br
➤ Servicedesk Brasil: https://www.servicedeskbrasil.com.br
➤ Conheça a Teclib Cloud: https://www.arthurschaefer.com.br/glpicloud

Como Ativar a API para integrar sistemas com o GLPI

A API de um sistema é o que permite escalabilidade, integração e continuidade das ferramentas usadas em qualquer empresa.

O GLPI é aquele software open-source que não tem como premissa bloquear ou congelar expansões nas empresas, a ponto de dificultar integrações entre sistemas.

Na versão 9.1 o uso do plugin webservices deixou de ser um requisito para integrar sistemas. Era engessado, trazia dificuldades de administração e nem sempre funcionava como queríamos. Pensando em aprimorar essas integrações a Teclib’ adicionou uma API ao sistema.

Da versão 9.1 até a 9.5, que estamos agora (Dezembro de 2021), diversos aprimoramentos foram sendo inseridos. E hoje é possível realizar uma infinidade de integrações que fazem alterações, consultas, cadastros, atualizações diretamente no GLPI sem ser preciso milhares de triggers em bancos de dados, selects acessando o banco de dados de modo inseguro, VPNs infinitas e nem acesso aos arquivos do sistema do GLPI.

Com a API muita coisa foi simplificada.

O processo de consumo e consulta à documentação das APIs depende, primariamente da ativação e adequada configuração do módulo dentro do GLPI.


  • Certifique-se de que a URL da aplicação está correta. É a partir dessa configuração que o seu GLPI fará todas as ligações de URL do sistema.
    • Em Configurar > Geral > URL da Aplicação
Configurar URL da Aplicação no GLPI
  • Habilite a API e ceritfique-se de que a URL da API está correta e ative a API Rest
    • Em Configurar > Geral > API
Ativar API do GLPI
  • Escolha quais serão os métodos de Autenticação que serão permitidos
    • Em Configurar > Geral > API > Autenticação
      • Habilitar login com credenciais – Permite que se acesse a API e seja obtido um token de sessão com credenciais de usuário
      • Habilitar que se faça login com token externo – Permitie que se acesse a API e seja obtido um token de sessão com o token externo de usuário. Será necessário gerar o token na aba de Configurações do Usuário

Adicionar Cliente de API

O cliente de API é mais uma camada de Segurança que permite a granularização e auditoria dos acessos.

É recomendado que:

  • Cada aplicação que acesse a API do sistema use um cliente de API diferente
  • Cada serviço deve ter um usuário no sistema
    • Indiferente de você usar o login com credenciais ou com token externo, o ideal é que cada serviço tenha seu acesso para:
      • Facilitar a alteração de token
      • Desativação de serviço
      • Auditoria de acessos à API
      • Organização e continuidade do negócio
    • Até acessos de cada funcionário ou fornecedor que usa um aplicativo móvel, pode ser adicionado um cliente de API distinto

Cada cliente de API é composto de:

  • Nome
    • Identifique de maneira fácil a que cada cliente se refere.
    • Padronize a forma de nomear as aplicações.
  • Comentário
    • É onde você pode elaborar uma descrição mais completa do que se refere essa aplicação.
    • Facilita a continuidade do negócio em momentos os quais alguém que não participou da criação inicial desse cliente possa entender do que se trata.
  • Ativar ou não
  • Registro de Log
    • Histórico, salva o registro apenas na aba Histórico da API – Ver nível de Logs em Configurar > Geral > Sistema
    • Log, salva na pasta de logs do GLPI
  • Filtro de Acesso
    • Intervalo de endereço IPv4
      • Defina um intervalo mais próximo possível do que você precisa.
      • Use o princípio do menor acesso necessário. Se você não precisa liberar para todos os IPs do mundo, você simplesmente não o faz. Nem por preguiça de entender o escopo.
      • Exemplos
        • 0.0.0.0 – 0.0.0.0 libera para todos os endereços de IP que tentarem acessar o sistema
        • 127.0.0.1 – 127.0.0.1 libera apenas ao próprio GLPI
        • 192.168.0.1 – 192.168.0.50 libera o acesso apenas aos endereços IP da rede local com IP 1 ao 50.
    • Endereço IPv6
      • Quando a sua aplicação usa IPv6
    • Token de aplicação (app_token)
      • Pode ser resetado sempre que a aplicação for comprometida ou por necessidade de alteração da “senha” da aplicação.
Adicionar Cliente de API

Depois de configurado, você vai usar a URL da API, app_token e ou user_token para configurar o acesso à API do seu GLPI.

No vídeo eu faço os testes e demonstro o uso.

Você pode também testar o uso com o nosso Script de Backup que abre chamados no seu GLPI

Você gostaria de ajudar o blog de alguma forma?

➤ Site: https://www.arthurschaefer.com.br
➤ Instagram: https://instagram.com/arthurrschaefer
➤ Facebook: https://facebook.com/arthurschaefercombr
➤ LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arthurramosschaefer
➤ Twitter: https://www.twitter.com/arthurrschaefer
➤ Inscreva-se no Canal: https://www.youtube.com/ArthurSchaefer
➤ Canal no Telegram: https://t.me/arthurschaefer
➤ Baviera TI: https://www.bavierati.com.br
➤ Servicedesk Brasil: https://www.servicedeskbrasil.com.br
➤ Conheça a Teclib Cloud: https://www.arthurschaefer.com.br/glpicloud

Meet the new GLPI 10 Beta Release

This is the most powerful and beautiful GLPI version which I’ve already had access to!

To celebrate this important date, December 15th, 2021, I want to present my English speaker followers who ask me to make more videos and explore the new tool with you!

Você gostaria de ajudar o blog de alguma forma?

➤ Site: https://www.arthurschaefer.com.br
➤ Instagram: https://instagram.com/arthurrschaefer
➤ Facebook: https://facebook.com/arthurschaefercombr
➤ LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arthurramosschaefer
➤ Twitter: https://www.twitter.com/arthurrschaefer
➤ Inscreva-se no Canal: https://www.youtube.com/ArthurSchaefer
➤ Canal no Telegram: https://t.me/arthurschaefer
➤ Baviera TI: https://www.bavierati.com.br
➤ Servicedesk Brasil: https://www.servicedeskbrasil.com.br
➤ Conheça a Teclib Cloud: https://www.arthurschaefer.com.br/glpicloud

Conheça o novo GLPI 10 BETA – Dezembro 2021

Essa é a versão mais poderosa e bonita do GLPI a que eu já tive acesso!

E para brindar uma data importante, que é esse dia 15 de Dezembro de 2021, eu quero trazer-vos um pouquinho do que já explorei dessa maravilha!

Não tem textão. As imagens mostram mais do que palavras.

Você gostaria de ajudar o blog de alguma forma?

➤ Site: https://www.arthurschaefer.com.br
➤ Instagram: https://instagram.com/arthurrschaefer
➤ Facebook: https://facebook.com/arthurschaefercombr
➤ LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arthurramosschaefer
➤ Twitter: https://www.twitter.com/arthurrschaefer
➤ Inscreva-se no Canal: https://www.youtube.com/ArthurSchaefer
➤ Canal no Telegram: https://t.me/arthurschaefer
➤ Baviera TI: https://www.bavierati.com.br
➤ Servicedesk Brasil: https://www.servicedeskbrasil.com.br
➤ Conheça a Teclib Cloud: https://www.arthurschaefer.com.br/glpicloud

Arthur Responde #1

Este é um projeto criado para trazer as perguntas do pessoal para as telas e ajudar outros que possam ter as mesmas dúvidas.

É só jogar em algum dos canais que em algum momento sua dúvida pode surgir aqui.

Links citados

Você gostaria de ajudar o blog de alguma forma?

➤ Site: https://www.arthurschaefer.com.br
➤ Instagram: https://instagram.com/arthurrschaefer
➤ Facebook: https://facebook.com/arthurschaefercombr
➤ LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arthurramosschaefer
➤ Twitter: https://www.twitter.com/arthurrschaefer
➤ Inscreva-se no Canal: https://www.youtube.com/ArthurSchaefer
➤ Canal no Telegram: https://t.me/arthurschaefer
➤ Baviera TI: https://www.bavierati.com.br
➤ Servicedesk Brasil: https://www.servicedeskbrasil.com.br
➤ Conheça a Teclib Cloud: https://www.arthurschaefer.com.br/glpicloud

Agradecimento 3000 inscritos + Convite Live GLPI 10 – Servicedesk Brasil

Chegamos à 3000 inscritos no canal e a Teclib lançou uma boa parte do que vem da versão 10 do #GLPI

A galera da @Servicedesk Brasil se puxou e já preparou uma live especial para falar da nova versão e primeiras impressões.

Cola lá hoje 28/04, às 19:30!
https://www.youtube.com/watch?v=_ifs-x7P8ic

➤ Site: https://www.arthurschaefer.com.br
➤ Instagram: https://instagram.com/arthurrschaefer
➤ Facebook: https://facebook.com/arthurschaefercombr
➤ LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arthurramosschaefer
➤ Twitter: https://www.twitter.com/arthurrschaefer
➤ Inscreva-se no Canal: https://www.youtube.com/ArthurSchaefer
➤ Canal no Telegram: https://t.me/arthurschaefer
➤ Baviera TI: https://www.bavierati.com.br
➤ Servicedesk Brasil: https://www.servicedeskbrasil.com.br
➤ Conheça a Teclib Cloud: https://www.arthurschaefer.com.br/glpicloud

Você conhece o Projeto GLPI e a Comunidade? + Curso GLPI Essencial Gratuito e Ao Vivo

Nem todos conhecem todo o projeto do #GLPI, a #Teclib e sua #comunidade. Resolvi abrir a câmera para falar sobre o melhor sistema open-source de ITSM no mundo.

Inscrição no Curso Gratuito de GLPI dos dias 28 e 29 de Outubro https://www.servicedeskbrasil.com.br/glpi-essencial/

Replay da Live: https://youtu.be/7E8LOiDNTs0

Você gostaria de ajudar o blog de alguma forma?

➤ Site: https://www.arthurschaefer.com.br
➤ Instagram: https://instagram.com/arthurrschaefer
➤ Facebook: https://facebook.com/arthurschaefercombr
➤ LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arthurramosschaefer
➤ Twitter: https://www.twitter.com/arthurrschaefer
➤ Inscreva-se no Canal: https://www.youtube.com/ArthurSchaefer
➤ Canal no Telegram: https://t.me/arthurschaefer
➤ Baviera TI: https://www.bavierati.com.br
➤ Servicedesk Brasil: https://www.servicedeskbrasil.com.br
➤ Conheça a Teclib Cloud: https://www.arthurschaefer.com.br/glpicloud

Novo plugin que permite Anonimizar dados no GLPI

Novo plugin disponível para clientes da GLPI Network à partir do nível Basic ou clientes da GLPI Network Cloud platform permite a Anonimização de dados no GLPI diretamente da interface web ou linha de comando de forma individual ou com ações em massa.

É uma ótima iniciativa para prover compliance com #LGPD e #GDPR.

Com ele é possível anonimizar dados para perfis que não devem ver algum tipo de dado de algum cliente ou usuário no sistema.

Veja algumas telas retiradas da documentação oficial da GLPI Network

GLPI Network Anonymization
Fonte: GLPI Network – divulgação https://services.glpi-network.com/documentation/1688/file/README.md

A anonimização dos dados pode ser definida via perfis de anonimização.

Cada perfil determina:

  • Os elementos em que será executada (“Usuários”, “Computadores”).
  • Em cada elemento é possível aplicar uma estratégia aos mais variados campos (“Nome”, “Localização”, “Número de Série”…) e consiste em 5 opções de tratamento deste dado:
    • Manter o dado
    • Apagar o dado
    • Substituir o dado com um valor estático
    • Substituir o dado com um valor aleatório
    • Substituir o dado com um valor aleatório real
  • É possível também tratar os campos de histórico dos elementos:
    • Apagar o histórico;
    • Apagar parte do histórico definido por uma data e anonimizar o restante;
    • Anonimização completa do histórico do elemento.
  • Você pode definir uma lista de campos a serem pesquisados e substituídos
  • É possível definir um perfil de anonimização como padrão de um grupo de elementos ou campos.

A anonimização pode ser executada como Ação em Massa e também via linha de Comando como nos comandos abaixo:

Executar os perfis de anonimização padrão em todos objetos:
glpi:plugin:anonymize --all

Executar os perfil de anonimização X em todos objetos ou em um objeto:
glpi:plugin:anonymize --profile=X
glpi:plugin:anonymize --profile=X --item-id=X

Executar o perfil de anonimização padrão X em todos objetos ou em um objeto:
glpi:plugin:anonymize --itemtype=X
glpi:plugin:anonymize --itemtype=X --item-id=X

Você gostaria de ajudar o blog de alguma forma?

A lista de valores reais e aleatórios possíveis de serem substituídos até o momento é bem interessante:

campoTipologia
glpi_x.serialBase.randomAscii
glpi_x.otherserialBarcode.ean13
glpi_x.uuidUuid.uuid
glpi_contacts.namePerson.name
glpi_contacts.firstnamePerson.firstName
glpi_contacts.phonePhoneNumber.e164PhoneNumber
glpi_contacts.phone2PhoneNumber.e164PhoneNumber
glpi_contacts.mobilePhoneNumber.e164PhoneNumber
glpi_contacts.faxPhoneNumber.e164PhoneNumber
glpi_contacts.emailInternet.email
glpi_contacts.addressAddress.streetAddress
glpi_contacts.postcodeAddress.postcode
glpi_contacts.townAddress.city
glpi_contacts.stateAddress.state
glpi_contacts.countryAddress.country
glpi_networkports.ipInternet.ipv4
glpi_networkports.macInternet.macAddress
glpi_phones.number_linePhoneNumber.e164PhoneNumber
glpi_users.nameInternet.userName
glpi_users.passwordInternet.password
glpi_users.phonePhoneNumber.e164PhoneNumber
glpi_users.phone2PhoneNumber.e164PhoneNumber
glpi_users.mobilePhoneNumber.e164PhoneNumber
glpi_users.realnamePerson.name
glpi_users.firstnamePerson.firstName
glpi_users.languageMiscellaneous.locale
glpi_useremails.emailInternet.email
Fonte: GLPI Network – Divulgação

Veja mais informações na documentação oficial.

Se você não é cliente GLPI Network, pode testar o plugin e a plataforma de nuvem da Teclib’ por um período de 45 dias se cadastrando aqui https://myaccount.glpi-network.cloud/register.php

Você gostaria de ajudar o blog de alguma forma?

➤ Site: https://www.arthurschaefer.com.br
➤ Instagram: https://instagram.com/arthurrschaefer
➤ Facebook: https://facebook.com/arthurschaefercombr
➤ LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arthurramosschaefer
➤ Twitter: https://www.twitter.com/arthurrschaefer
➤ Inscreva-se no Canal: https://www.youtube.com/ArthurSchaefer
➤ Canal no Telegram: https://t.me/arthurschaefer
➤ Baviera TI: https://www.bavierati.com.br
➤ Servicedesk Brasil: https://www.servicedeskbrasil.com.br
➤ Conheça a Teclib Cloud: https://www.arthurschaefer.com.br/glpicloud

GLPI, Comunidade, futuro do projeto e como contribuir

No último último sábado, dia 29 de Agosto de 2020, participei de uma live convidado pelo Danilo Santos junto a ele e ao Jorge Camargo. Ambos profissionais da Service Desk Brasil que atua essencialmente com projetos de Service Desk usando GLPI e tem promovido diversas lives sobre o assunto nos últimos meses.

Open Source IT Asset management and Helpdesk software

A ideia do encontro era conversarmos sobre a comunidade brasileira e sua relevância no cenário mundial e percepção da equipe responsável pelo desenvolvimento do GLPI (a Teclib’), como esta comunidade se organiza e tem se organizado, como ela pode se tornar ainda mais relevante e efetiva, bem como falar sobre minha jornada com o sistema, dificuldades enfrentadas, motivações para manter este e outros canais ativos e constantemente relacionados – quase dedicado – ao maior, mais usado e melhor software de Gerenciamento de Serviços do mundo em se tratando de Software Livre.

Foram mais de 2 horas de bate-papo e, entre idas e vindas, acredito termos conseguido expressar a nossa gratidão pelo projeto, pela equipe dedicada ao constante desenvolvimento do GLPI, falamos sobre as dificuldades encontradas por praticamente todos que iniciam sua jornada com o sistema e, também, abordamos dicas que gostaríamos de ter tido quando começamos.

Sobre a Comunidade Brasileira de GLPI

Fonte: GLPI Project – https://glpi-project.org/community/

O GLPI passou a fazer parte do trabalho da equipe de desenvolvimento da Teclib’ que percebeu no Brasil um movimento bastante considerável de adoção e parceiros.

Se você, por exemplo, acessar a página de Telemetria do GLPI e filtrar por país, encontrará pelo menos 448 resultados de empresas que reportaram estar utilizando a ferramenta para atender centenas de milhares de usuários e ativos. É um número considerável de pessoas que se cadastraram como usuários do GLPI. Eu posso dizer com toda certeza que esse número seria, pelo menos, 20 a 30 vezes maior caso todos que usam a ferramenta reportassem. E este número não apenas um palpite. Ao acessar os gráficos de telemetria, é possível encontrar pouco mais de 12.000 instalações do GLPI que usam o idioma Português Brasileiro “perdendo” apenas para o Francês com mais de 18.000 instalações e seguido de perto pelo Inglês Britânico com pouco mais de 9.000 instalações.

Fonte: GLPI Project: https://glpi-project.org/pt-br/community/

Ou seja, o mercado brasileiro para o GLPI é forte e sim valorizado por quem desenvolve o sistema. Posso garantir que a Teclib’ está de olho em cada comentário, post, discussão, debate ou ideia que produzimos por aqui.

E é justamente por isso que a ideia de união dentro da comunidade brasileira de Software Livre, mais especificamente GLPI, deve falar mais alto. Contribuir com o projeto em forma de trabalho, testes, report de bugs ou até com dinheiro ajuda, e muito, o projeto a se manter vivo.

Mas Arthur. Como eu posso encontrar formas de contribuir com o projeto e a comunidade?

A comunidade brasileira é ativa, variada, presente em várias frentes e disponível aos mais variados níveis de conhecimento.

Acredite, qualquer conteúdo gerado ou pessoa ajudada é de extrema importância para a comunidade. Não subestime sua capacidade de mudar o futuro na carreira de alguém com o “pouco que você sabe”

Quem tiver mais links deixa nos comentários que eu adiciono aqui.

O GLPI e seus canais

A Teclib’, empresa responsável pelo desenvolvimento oficial do GLPI, investiu pesado em conteúdo, material e qualidade de acesso aos seus canais oficiais.

Ao entrar no site do Projeto do GLPI já é possível encontrar o site inteiramente em português. Os links que levam aos manuais e recursos deram saltos incrivelmente positivos. Você consegue encontrar um manual de extrema qualidade para rodar o seu GLPI sem dores de cabeça, apenas seguindo os manuais. Coisa que não existia antes de a empresa assumir as rédeas do sistema.

Eu quero deixar aqui links importantes e oficiais para que todos possam testemunhar a veracidade do que estou falando.

Apoio Financeiro ao Projeto GLPI

O que poucos sabem é que o projeto conta com uma campanha de arrecadação de recursos para manter o projeto, um serviço de nuvem de GLPI como um Serviço e também uma assinatura de suporte oficial chamada GLPI-Network.

Inclusive vou me comprometer aqui, publicamente, a contribuir financeiramente com “um café” para o projeto oficial do GLPI para cada R$ 40,00 arrecadados nos meus canais de apoio ao meu blog ou na livraria.

Você gostaria de ajudar o blog de alguma forma?

Há duas maneiras de contribuir financeiramente com o projeto do GLPI.

  • Open Collective
    • No Open Collective você tem mais opções de valores e conta até com uma opção de doação mensal, caso tenha interesse.
    • Precisa criar uma conta
    • É possível contribuir anonimamente
    • É possível contribuir em nome da sua empresa
    • Não usa métodos de pagamento intermediários (PayPal, Picpay…)
  • Ko-fi
    • Não precisa cadastrar conta para contribuir
    • Usa Paypal para pagamento.

Futuro do Projeto GLPI

O GLPI teve marcos históricos na versão que mudou e modernizou totalmente sua interface e foi a primeira já com a Teclib’ como responsável pelo desenvolvimento e adição do projeto ao Github.

Neste ano de 2020 a versão 9.5, lançada em Julho e já atualizada com correções importantes, já está fazendo história e prometendo voos ainda mais altos para o projeto.

Fonte: GLPI Project – https://glpi-project.org/news/

Funções importantes como:

São mudanças que já eram solicitações recorrentes da comunidade e que vieram na 9.5. Sinal de que a equipe está sempre atenta às necessidades da comunidade e trabalhando para atender a todos mantendo o core do sistema íntegro e útil.

Você gostaria de ajudar o blog de alguma forma?

O software é e permanecerá mantido como software livre para a comunidade com opções de contratações adicionais de suporte ou hospedagem do serviço na nuvem.

E para finalizar, deixo a íntegra da Live aqui abaixo para quem não teve oportunidade de assistir e gostaria de fazê-lo.

➤ Site: https://www.arthurschaefer.com.br
➤ Instagram: https://instagram.com/arthurrschaefer
➤ Facebook: https://facebook.com/arthurschaefercombr
➤ LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arthurramosschaefer
➤ Twitter: https://www.twitter.com/arthurrschaefer
➤ Inscreva-se no Canal: https://www.youtube.com/ArthurSchaefer
➤ Canal no Telegram: https://t.me/arthurschaefer
➤ Baviera TI: https://www.bavierati.com.br
➤ Servicedesk Brasil: https://www.servicedeskbrasil.com.br
➤ Conheça a Teclib Cloud: https://www.arthurschaefer.com.br/glpicloud